Câmara Municipal de Penela

Bienal do Humor e Feira do Mel reforçam papel diferenciador na afirmação do território

  • Bienal do Humor e Feira do Mel reforçam papel diferenciador na afirmação do território
  • Bienal do Humor e Feira do Mel reforçam papel diferenciador na afirmação do território
  • Bienal do Humor e Feira do Mel reforçam papel diferenciador na afirmação do território
  • Bienal do Humor e Feira do Mel reforçam papel diferenciador na afirmação do território
  • Bienal do Humor e Feira do Mel reforçam papel diferenciador na afirmação do território
  • Bienal do Humor e Feira do Mel reforçam papel diferenciador na afirmação do território
  • Bienal do Humor e Feira do Mel reforçam papel diferenciador na afirmação do território
  • Bienal do Humor e Feira do Mel reforçam papel diferenciador na afirmação do território
  • Bienal do Humor e Feira do Mel reforçam papel diferenciador na afirmação do território
  • Bienal do Humor e Feira do Mel reforçam papel diferenciador na afirmação do território
  • Bienal do Humor e Feira do Mel reforçam papel diferenciador na afirmação do território
  • Bienal do Humor e Feira do Mel reforçam papel diferenciador na afirmação do território
  • Bienal do Humor e Feira do Mel reforçam papel diferenciador na afirmação do território
  • Bienal do Humor e Feira do Mel reforçam papel diferenciador na afirmação do território
  • Bienal do Humor e Feira do Mel reforçam papel diferenciador na afirmação do território
  • Bienal do Humor e Feira do Mel reforçam papel diferenciador na afirmação do território
  • Bienal do Humor e Feira do Mel reforçam papel diferenciador na afirmação do território
  • Bienal do Humor e Feira do Mel reforçam papel diferenciador na afirmação do território
  • Bienal do Humor e Feira do Mel reforçam papel diferenciador na afirmação do território
  • Bienal do Humor e Feira do Mel reforçam papel diferenciador na afirmação do território
  • Bienal do Humor e Feira do Mel reforçam papel diferenciador na afirmação do território
  • Bienal do Humor e Feira do Mel reforçam papel diferenciador na afirmação do território
  • Bienal do Humor e Feira do Mel reforçam papel diferenciador na afirmação do território
  • Bienal do Humor e Feira do Mel reforçam papel diferenciador na afirmação do território
  • Bienal do Humor e Feira do Mel reforçam papel diferenciador na afirmação do território
  • Bienal do Humor e Feira do Mel reforçam papel diferenciador na afirmação do território
  • Bienal do Humor e Feira do Mel reforçam papel diferenciador na afirmação do território
  • Bienal do Humor e Feira do Mel reforçam papel diferenciador na afirmação do território
  • Bienal do Humor e Feira do Mel reforçam papel diferenciador na afirmação do território
  • Bienal do Humor e Feira do Mel reforçam papel diferenciador na afirmação do território
  • Bienal do Humor e Feira do Mel reforçam papel diferenciador na afirmação do território
  • Bienal do Humor e Feira do Mel reforçam papel diferenciador na afirmação do território
  • Bienal do Humor e Feira do Mel reforçam papel diferenciador na afirmação do território
  • Bienal do Humor e Feira do Mel reforçam papel diferenciador na afirmação do território
  • Bienal do Humor e Feira do Mel reforçam papel diferenciador na afirmação do território
  • Bienal do Humor e Feira do Mel reforçam papel diferenciador na afirmação do território
  • Bienal do Humor e Feira do Mel reforçam papel diferenciador na afirmação do território
  • Bienal do Humor e Feira do Mel reforçam papel diferenciador na afirmação do território
  • Bienal do Humor e Feira do Mel reforçam papel diferenciador na afirmação do território
  • Bienal do Humor e Feira do Mel reforçam papel diferenciador na afirmação do território
  • Bienal do Humor e Feira do Mel reforçam papel diferenciador na afirmação do território
  • Bienal do Humor e Feira do Mel reforçam papel diferenciador na afirmação do território
  • Bienal do Humor e Feira do Mel reforçam papel diferenciador na afirmação do território
  • Bienal do Humor e Feira do Mel reforçam papel diferenciador na afirmação do território
  • Bienal do Humor e Feira do Mel reforçam papel diferenciador na afirmação do território
  • Bienal do Humor e Feira do Mel reforçam papel diferenciador na afirmação do território
  • Bienal do Humor e Feira do Mel reforçam papel diferenciador na afirmação do território
  • Bienal do Humor e Feira do Mel reforçam papel diferenciador na afirmação do território
  • Bienal do Humor e Feira do Mel reforçam papel diferenciador na afirmação do território
  • Bienal do Humor e Feira do Mel reforçam papel diferenciador na afirmação do território
  • Bienal do Humor e Feira do Mel reforçam papel diferenciador na afirmação do território
  • Bienal do Humor e Feira do Mel reforçam papel diferenciador na afirmação do território
  • Bienal do Humor e Feira do Mel reforçam papel diferenciador na afirmação do território
  • Bienal do Humor e Feira do Mel reforçam papel diferenciador na afirmação do território
  • Bienal do Humor e Feira do Mel reforçam papel diferenciador na afirmação do território
  • Bienal do Humor e Feira do Mel reforçam papel diferenciador na afirmação do território


A Bienal do Humor, na sua VI edição, e a Feira do Mel, já na sua XXIX, reforçaram a marca do Espinhal e do Concelho de Penela enquanto território diferenciado capaz de gerar produtos endógenos únicos e, simultaneamente, ir construindo aquele que é, já hoje, um dos maiores eventos mundiais de enaltecimento do humor enquanto estilo e forma de participação cívica.

A conjugação destes dois eventos permite “casar” a tradicionalidade rural do mel e das abelhas com a vertente mais disruptiva de uma cultura mais urbana, possibilitando que uns e outros possam viver, sentir e apreciar o outro lado dum mesmo mundo e dum mesmo tempo, enriquecendo-se mutuamente.

Apesar da baixa produção de mel, resultante das condições climatéricas que se fizeram sentir no corrente ano em que a Primavera se caracterizou por um longo período de autêntica invernia sempre marcada por muita e prolongada chuva que atrasou a floração indispensável à produção melífera, de que resultou a reduzida presença de produtores, o Espinhal voltou a receber muitos visitantes.

O concurso de caricaturas subordinada ao tema “O Ciclo da vida”, com mais de um milhar de trabalhos de 450 autores de 78 países, reforçam o reconhecimento mundial que a Bienal do Humor, nascida em 2008, da vontade conjugada do Município de Penela, da Freguesia do Espinhal e da família Oliveira Guimarães com o desígnio de homenagear o espinhalense Luís d’Oliveira Guimarães, vem granjeando a cada nova edição.

A presença de Ysel Díaz, do Museu Internacional do Humor de Cuba, para além das participações, sempre crescentes, de autores dos mais diversos países e continentes, é uma prova de que estamos perante um evento que, indiscutivelmente aporta valor acrescentado a este território e às suas gentes.

Para além da exposição com as principais caricaturas apresentadas a concurso, a Festa da caricatura, com cinco autores a fazerem os “seus” retratos criativos dos visitantes que assim o desejassem e a tertúlia sobre o tema “Viver e morrer a rir”, com a participação da jornalista Fernanda de Freitas, da motivadora emocional Mafalda Ribeiro, de Ana Fontoura, da Fidelidade, entidade patrocinadora do evento, e Osvaldo Macedo de Sousa, diretor artístico da Bienal, completaram o programa do fim de semana.

 

Concurso de Caricaturas:

Foram apresentadas 1160 obras de 450 autores de 78 países, sendo 1060 sobre o tema da Bienal “O Ciclo da Vida” e 100 sobre Leonor Oliveira Guimarães, numa homenagem póstuma àquela que foi uma das grandes impulsionadoras da criação e crescimento do evento e que tão precocemente partiu.

Os premiados foram:

 

# 1º Prémio da VI BHLOG 2018 - Petry & Crisan (Roménia)

# 2º Prémio da VI BHLOG 2018 - Agim Sulaj (Albânia)

# 3º Prémio da VI BHLOG 2018 - Safaa Abuaathra (Palestina)

 

# Prémio Especial António Oliveira Guimarães da VI BHLOG - 2018 - Sepideh Seifizadeh (Irão)

# Prémio Especial Município de Penela da VI BHLOG - 2018 – Reynerio Tamayo (Cuba)

# Prémio Especial Junta de Freguesia do Espinhal da VI BHLOG - 2018 - Oleh Smal (Ucrânia)

# Prémio Especial Fundação Oliveira Guimarães da VI BHLOG - 2018 – José Bandeira (Portugal)

# Prémio Especial Humorgrafe da VI BHLOG - 2018 - Ali Miraee (Irão)

# Prémio Especial de Caricatura da VI BHLOG 2018 - Henrique Monteiro (Portugal)

# Prémio Especial de Caricatura da VI BHLOG 2018 - Mohamed Ajeg (Marrocos)



Data

04/09/2018

Categoria

Cultura

Partilhar notícia