Câmara Municipal de Penela

Inverno cultural em Alfafar com muita animação

  • Inverno cultural em Alfafar com muita animação
  • Inverno cultural em Alfafar com muita animação


O Centro Cultural de Alfafar recebeu mais uma tarde de Inverno Cultural, no passado domingo, dia 10 de fevereiro. Apesar da chuva e frio, foi com a Academia de Cordas do Agrupamento de Escolas Infante Dom Pedro de Penela e o grupo de música “Vai Ou Racha” que se fez a festa, onde não faltou a mais bela música popular portuguesa, que todos conheciam e sabiam cantar.

 

VAI OU RACHA (GROCINAS)

A 23 de Fevereiro de 1978 nasceu o Rancho Infantil das Grocinas. Deste agrupamento folclórico sobreviveu o Grupo de Tocadores denominado “Tocata das Grocinas”.

Foi fruto do entusiasmo dos seus elementos que surgiu, posteriormente, o Grupo de Música Popular “Vai Ou Racha”.

Este grupo segue firme no seu objetivo de levar a sua música a vários pontos do país, animando diversas festividades.

 

ACADEMIA DE CORDAS DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS INFANTE DOM PEDRO DE PENELA

A Academia de Cordas do Agrupamento de Escolas Infante Dom Pedro de Penela, que se apresentou pela primeira vez no Inverno Cultural, foi formada no ano de 2014.

Os principais objetivos desta Academia são: participar no desenvolvimento cultural e artístico de Penela, contribuir para a realização pessoal dos jovens e proporcionar aos alunos do Agrupamento de Escolas, os meios humanos, pedagógicos e técnicos necessários para uma aprendizagem adequada na área dos instrumentos de cordas.

Foi desta forma que se abriu caminho a um projeto de ensino artístico que se afirmou como um caso singular no Concelho de Penela, consistindo num contributo importante para a comunidade escolar e para a Música.

No ano de 2015, o Agrupamento de Escolas abriu o projeto à comunidade, nomeadamente a professores e outros funcionários, bem como a pais e encarregados de educação dos alunos, com o especial objetivo de, além dos já referidos, estreitar e reforçar os laços entre a Escola e a Comunidade, envolvendo todos os agentes numa atividade comum.

No desenvolvimento do presente projeto, foi dada maior importância à música de conjunto, proporcionando a todos os intervenientes a prática instrumental como um ato coletivo, cultural e social.    



Data

12/02/2019

Categoria

Atualidade

Partilhar notícia