Câmara Municipal de Penela

Queijo e romanos fizeram a festa no Rabaçal

  • Queijo e romanos fizeram a festa no Rabaçal
  • Queijo e romanos fizeram a festa no Rabaçal
  • Queijo e romanos fizeram a festa no Rabaçal
  • Queijo e romanos fizeram a festa no Rabaçal
  • Queijo e romanos fizeram a festa no Rabaçal
  • Queijo e romanos fizeram a festa no Rabaçal
  • Queijo e romanos fizeram a festa no Rabaçal
  • Queijo e romanos fizeram a festa no Rabaçal
  • Queijo e romanos fizeram a festa no Rabaçal
  • Queijo e romanos fizeram a festa no Rabaçal
  • Queijo e romanos fizeram a festa no Rabaçal
  • Queijo e romanos fizeram a festa no Rabaçal
  • Queijo e romanos fizeram a festa no Rabaçal
  • Queijo e romanos fizeram a festa no Rabaçal
  • Queijo e romanos fizeram a festa no Rabaçal
  • Queijo e romanos fizeram a festa no Rabaçal
  • Queijo e romanos fizeram a festa no Rabaçal
  • Queijo e romanos fizeram a festa no Rabaçal
  • Queijo e romanos fizeram a festa no Rabaçal
  • Queijo e romanos fizeram a festa no Rabaçal


O maior queijo Rabaçal com 65 kg, produzido pela Serqueijos, com 550 litros de ovelha e cabra foi dado a provar, no dia 28 de abril, no Mercado do Queijo e dos Romanos.

Milhares de pessoas passaram pelo campo de futebol, numa tenda com mil metros quadrados de área, onde foi dado a conhecer um desfile de sabores, entre outros, o afamado queijo Rabaçal DOP, o vinho, o pão, os enchidos, a gastronomia, a doçaria tradicional e o artesanato também, se fez representar nos 65 stands de expositor.

Mas como nem só do queijo, o Rabaçal é conhecido, e a organização juntou as duas marcas, o queijo e os romanos e, conduziu os visitantes a reviver a época romana, com soldados, mostra de armas, jogos de tabuleiro, ciclo da lã e cozinha, momentos de pura animação, protagonizada pela companhia de teatro “EmCantamentos” - Associação para Promoção do Património Histórico-Cultural. O grupo de Música Medieval e Tradicional “Porta da Traição” também, ao longo do dia, foi animando com boa música.

Mas o programa de animação não ficou por aqui. Ateliês infantis para o fabrico do queijo e elaboração de mosaicos romanos, pinturas, jornadas de discussão técnica sobre laticínios e o Festival de Folclore, foram dando razão para que as pessoas não fossem embora. O Festival de Folclore que contou com a atuação do Rancho Folclórico de Cerdal (Valença), do Rancho Folclórico de Gáfete (Crato), do Rancho Folclórico de São José da Lameira (Ovar), do Rancho Folclórico de Santo António do Alva (Oliveira do Hospital) e o anfitrião, o Rancho Folclórico do Rabaçal (Penela) ofereceu um novo colorido ao recinto da festa.



Data

30/04/2019

Categoria

Desenvolvimento Económico

Partilhar notícia