Câmara Municipal de Penela

Concurso Público Internacional de Concepção, Complexo Arqueológico - Villa romana do Rabaçal

  • Concurso Público Internacional de Concepção, Complexo Arqueológico - Villa romana do Rabaçal
  • Concurso Público Internacional de Concepção, Complexo Arqueológico - Villa romana do Rabaçal
  • Concurso Público Internacional de Concepção, Complexo Arqueológico - Villa romana do Rabaçal
  • Concurso Público Internacional de Concepção, Complexo Arqueológico - Villa romana do Rabaçal


Os trabalhos arqueológicos no Rabaçal, tiveram início no ano de 1984, com o apoio voluntário de especialistas, população, jovens, junta de freguesia e Câmara Municipal. Um longo e recompensador caminho foi percorrido desde então e, tendo em conta a importância deste rico património arqueológico com particularidades únicas e singulares, o Municipio de Penela compreendeu a necessidade de desenvolver um projeto de requalificação para a Villa Romana do Rabaçal (VRR).

Após muita pesquisa, a autarquia em parceria com o Conselho Directivo Regional do Norte da Ordem dos Arquitetos fez a apresentação do “Concurso Internacional de Concepção – Villa romana do Rabaçal”, um evento que decorreu no Museu do Rabaçal, no dia em que se celebra o Dia Internacional dos Museus.

Na apresentação pública, Luís Matias, presidente da Câmara Municipal de Penela, acompanhado pelo arquiteto Carlos Antunes, do Circulo de Artes Plásticas de Coimbra – ano Zero e Bienal de Artes Contemporâneas de Coimbra, da arquiteta Cláudia Antunes, da Ordem dos Arquitetos Secção Regional Norte e Helena Moura, da direção Regional da Cultura do Centro, lembrou que “apesar das intervenções que têm vindo a ser realizadas ao longo da última década, ainda não existe uma forma de proteger e valorizar os mosaicos, bem como, todo o património arqueológico que enaltece a Villa romana do Rabaçal”. O autarca tem consciência que este é “um processo mais longo e mais caro”, no entanto, também acredita que irá “sensibilizar e chamar a atenção para a preservação do nosso património material e imaterial” e “dar a notoriedade ao Rabaçal, ao seu património cultural e à sub-região”.

Através dos olhos dos projetistas, Luís Matias acredita ser possível “recolher trabalhos muito interessantes” que irão drenar num caderno de encargos para a execução de uma obra que conta já com algum financiamento.

Este projeto é o primeiro de dois Concursos Públicos de Concepção para a criação do complexo arqueológico. Ambos os concursos se complementam e ocorrerão de forma sequencial, com o objetivo de adquirir um projeto de requalificação para a Villa romana do Rabaçal, estando previsto a apresentação da maquete do projeto vencedor, no feriado municipal.

O procedimento do concurso tem por objetivo selecionar três trabalhos de concepção, com o intuito de promover a reflexão e debate acerca das condições de preservação e proteção dos vestígios arqueológicos da VRR. Cada um dos concorrentes premiados irá receber respetivamente, para o primeiro lugar, dez mil euros, para o segundo, cinco mil euros e o terceiro lugar, dois mil e quinhentos euros. Será ainda atribuído um montante de cinco mil euros para prémios de participação a dividir por todos os restantes concorrentes.



Data

20/05/2019

Categoria

Cultura

Partilhar notícia