Câmara Municipal de Penela

Acompanhe aqui as Comemorações do 46º aniversário do 25 de Abril

Acompanhe aqui as Comemorações do 46º aniversário do 25 de Abril


O Município de Penela apresenta um programa comemorativo ajustado à situação de confinamento social, onde a partir de casa, todos os munícipes podem acompanhar as comemorações do 46º aniversário do 25 de Abril, recorrendo às novas plataformas digitais de comunicação, nomeadamente, através do site do Município de Penela (www.cm-penela.pt), YouTube (/camarapenela), Facebook (/municipiopenela.oficial), Instagram (/municipiodepenela) e Twitter (/MunPenela).

Mensagem do Presidente da Assembleia Municipal, Fernando Antunes (discurso escrito)

Mensagem dos partidos políticos com assento na Assembleia Municipal:

Partido Social Democrata, em representação Marta Ramos

Partido Socialista, em representação Arménio Avelar Luís (discurso escrito)

Mensagem do Presidente da Câmara Municipal, Luís Matias (discurso escrito)

              
Participação especial:
Testemunhos dos Alunos do Agrupamento de Escolas Infante D. Pedro


Testemunhos escritos de Instituições Particulares de Solidariedade Social do Concelho: 
 
ASSOCIAÇÃO QUINTA DAS PONTES
"Liberdade!
Liberdade … Estamos todos a aclamar por liberdade, não apenas um povo de uma nação, de uma religião, de uma étnia ou de uma classe social.
Vivemos com medo… medo por nós e pelos nossos, medo do desconhecido, medo de não conseguir proteger todos os que estão à nossa responsabilidade… medo de sair de casa, medo de ir trabalhar, medo de voltar a casa… a insegurança e o medo provocam ansiedade… e nós que trabalhamos na área da saúde mental, com um grupo de pessoas que vivenciam e lutam contra os sintomas da própria doença, tendo agora que aprender a gerir este novo medo, a distância das suas famílias, estarem confinados dentro da instituição, com regras de higiene adequadas ao cenário destes novos tempos, novas regras institucionais a cada dia… tantas mudanças, quanta insegurança, quanto medo… e questionamo-nos seremos nos profissionais capazes de gerir a nossa ansiedade, os nossos medos, as nossas inseguranças e estarmos bem para eles e ainda impedir a propagação dentro da nossa instituição!? Nós profissionais capacitados para saber lidar com os sintomas dos nossos utentes, estaremos nós os profissionais preparados para lidar com o nosso medo, por nos e pelos nossos, a insegurança que invadiu a nossa vida que nos privou da nossa liberdade e será que mantemos a mesma capacidade para apoiar os nossos utentes, será que somos suficientemente resilientes!? Perante esta pandemia, não estamos preparados… ninguém se preparou, nem ninguém nos preparou… mas fomos descobrindo que somos resilientes…
Improvisamos e sempre que nos deparámos com mais informação, com o cenário nacional e internacional aumenta o medo, a incerteza e a insegurança e voltamos a improvisar…
Adaptações constantes ao funcionamento, novas diretrizes a cada 24 horas, implementar e fazer com que todos cumpram colaboradores e utentes… Sobreviver foi a primeira decisão, depois a decisão foi Lutar… Foi quando reagimos, consciencializamo-nos que só unidos somos capazes, que estamos num só barco, neste barco estão os profissionais e as famílias, os utentes e as suas famílias e estamos todos a remar no mesmo sentido… juntos vamos ultrapassar e depois… depois juntos vamos superar tudo o que houver para superar…
Nesta luta, existe uma união com um pacto… temos que cuidar uns dos outros, quem tem saúde e dependência física, precisa de cuidar dos que não têm e é desta forma, unidos dia a pós dia na esperança que tudo vai ficar bem, que nos mantemos a cuidar uns dos outros, receosos, ansiosos, mas com a certeza que é o melhor para todos.
Humanismo, corporativismo, solidariedade e união termos atingidos e reconhecidos com a Revolução do 25 de Abril de 1974, essenciais e promotores de mudança de uma nação… e com a aprendizagem destes conceitos, temos que confiar que vamos vencer e voltar a elevar a voz para dizer VIVA A LIBERDADE! A liberdade da humanidade."

CÁRITAS DIOCESANA DE COIMBRA
"A Cáritas Diocesana de Coimbra, como instrumento da Igreja, na diocese de Coimbra, procura promover e defender, subsidiariamente, a dignidade de cada pessoa, no acompanhamento e resposta aos problemas das comunidades, privilegiando o diálogo, a cooperação e o trabalho em rede. Há décadas que se sente chamada a prestar o seu contributo no concelho de Penela.
Neste tempo de pandemia, em que as nossas vidas e comunidades foram obrigadas a fazer ajustes significativos, onde o medo e a incerteza ganharam expressão, houve sempre a preocupação de não deixar “à beira da estrada” ninguém. Num esforço conjunto, de pessoas e instituições, procurou-se sempre não faltar com o essencial e não deixar cair a esperança em dias melhores. Estes tempos têm sido importantes para valorizarmos o fundamental das nossas vidas e comunidades que são as relações sociais, a partilha, a solidariedade, o encontro e o apoio que todos devemos uns aos outros.
Desejamos que o presente nos permita construir plataformas comunitárias que assegurem um futuro inclusivo e solidário, onde todos e cada um tenham respostas mais justas e adequadas à sua condição.
Desejamos que a esperança e a fortaleza preencham o ânimo de todos aqueles que precisam de estar na “linha da frente”.
A Cáritas de Coimbra compromete-se com essa MISSÃO para que, juntos, continuemos a concretizar ABRIL.
Um bem haja para todos os que não desistem."
 
CASA DE BENEFICÊNCIA CONSELHEIRO OLIVEIRA GUIMARÃES
"Neste momento tão difícil que o mundo atravessa, com tantas incertezas, privados da nossa liberdade e muitos confinados a uns poucos metros quadrados, é tempo de celebrar ABRIL.
Não podendo comemorar nos moldes habituais, nem  sequer dar um abraço a quem nos é mais próximo, é tempo de dar a devida importância às Instituições  de Solidariedade Social, aos seus diretores e principalmente aos seus colaboradores, pelo seu empenho e dedicação, nunca abandonando quem temos à nossa guarda."
 
CERCIPENELA
"LIBERDADE
É tão bom ter liberdade para sair de casa e poder viajar para qualquer lugar, poder dar um abraço a alguém que nos dá apoio e carinho, visitar a família e amigos ou estar preparados para os receber.
Em 2020, surgiu o Coronavírus e tudo mudou. Por causa da pandemia, não há beijinhos, abraços, passeios de região para outra região ou viajar para outros países, para trabalhar. Nem podemos estar juntos.
O 25 de Abril é a conquista da liberdade. Este ano não sentimos a liberdade como gostamos porque temos que nos manter protegidos devido à pandemia, mas percebemos que isso é para o bem de todos.
Os utentes do Lar Residencial da CERCIPENELA"

ESTALAGEM DO ESPINHAL
"A propósito da comemoração do 25 de Abril....
Este trouxe nos a liberdade e é essa liberdade que este vírus teima em fazer-nos pensar se vai voltar a ser igual ou não. Certamente é difícil que volte a ser igual, mas também temos que aprender adaptar-nos às circunstâncias que segundo os nossos utentes é o segredo!
Os nossos utentes
Trazem no coração um mar de saudades dos filhos, netos e bisnetos que já não beijam nem abraçam há muitos, muitos dias!
Sentem saudades de passear, sem medos!
Querem voltar a ver os rostos e os sorrisos "das meninas" que andam escondidos com as máscaras!
As nossas colaboradoras
Mulheres de afetos, pois trabalhar com idosos é ter que trabalhar com afeto, com amor.
Sentem cansaço, medo, tristeza e ESPERANÇA! Pois "O medo é contagioso, mas a ESPERANÇA também!"
Sentem o sorriso no rosto, quando ouvem dos nossos utentes " Tivemos saudades da menina" após dias seguidos de ausência.
Os nossos familiares
Dão nos diariamente uma palavra, um conforto para que tenhamos mais fé para lutarmos e protegidos, protegermos os nossos!
Equipas da ERPI Estalagem do Espinhal."

NATURIDADE
"25 de Abril de 1974 é importante recordar
A alegria do povo Português em liberdade
Cravos aos militares vieram dar
Saíram ás ruas todos de qualquer idade

Com o ministro António Arnaut
Logo no II Governo Constitucional
O SNS a democracia conquistou
Sendo agora a esperança de Portugal

Em tempos de Covid
A Naturidade dá tudo o que tem
Para que utentes e famílias
Possam ficar bem

Para que os utentes não se sintam sós
Deles a Naturidade cuida bem
Cuidar de Si faz parte de Nós
Com os bons profissionais que tem

Covid não queremos
Distantes venceremos..."

SANTA CASA DA MISERICÓRDIA DE PENELA
"A Santa Casa da Misericórdia de Penela é um parceiro ativo e atento aos desafios, às dificuldades e às oportunidades que se vivem no nosso concelho. Tem a nobre missão de
“Servir o utente, apoiar a família e envolver a comunidade em geral”.
Pauta-se por ser uma instituição social de referência, reconhecida pela qualidade dos serviços prestados e pela relação com utentes e suas famílias. 
O dia 25 de Abril está associado a Liberdade e a Conquistas. Neste ano 2020 precisamos de uma forma muito especial que ele sirva também, para nos dar mais esperança e alento para o futuro das nossas vidas.
A Equipa Multidisciplinar da Santa Casa da Misericórdia de Penela está empenhada em ser construtora de Esperança , Força e Coragem! Pertence ao grupo daqueles cuja missão é proteger os mais frágeis e desprotegidos da nossa sociedade: os mais idosos e muitas vezes também doentes.
Procuramos não nos deixar abater e contribuir com os nossos trunfos sociais e humanos…Infelizmente nos tempos que correm não chega…
Mudaram os tempos e nós mudámos atitudes. Fazemos o melhor que sabemos, estamos atentos a quem depende de nós e distribuimos alento, procurando semear esperança e felicidade.
As familias dos nossos utentes estão connosco e demonstram a sua solidariedade, reconhecendo as exigências impostas.
Ansiamos todos pela normalidade possível. Queremos que os nossos utentes possam reaver a proximidade possível dos seus e da sociedade em geral. Somos agentes responsávéis e empenhados em contribuir para um mundo melhor! Queremos voltar a ser Todos Muito Felizes!"


Data

25/04/2020

Categoria

Atualidade

Partilhar notícia